capa Caixa de Pássaros de Josh Malerman

Sabe aquele livro que você começa a ler e ele te pega de jeito, te prende, te faz devora-lo e você não fica em paz enquanto não terminar e descobrir o destino dos personagens e da história? Caixa de Pássaros de Josh Malerman é esse livro, e eu me sinto muito feliz por ter dado uma folga a mim mesmo das trilogias Young Adult. Não que eu não goste. Eu amo, é um dos meus gêneros favoritos, mas a grande quantidade de livros e sequências intermináveis estava me cansando um pouco, então já era hora de uma mudança.


Caixa de Pássaros é diferente de tudo que eu já li. Nunca havia lido um suspense desse tipo, que chega a ser quase um thriller, de tão angustiante que é. Caixa de Pássaros mexe com o emocional, e vai fundo nos seus medos mais profundos; ou pelo menos no meu que sou bem medroso pra essas coisas.

Sinopse retirada do site Saraiva:

“Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.”

Josh Malerman é um autor novo. Ele é compositor da banda de rock High Strung, e tem 41 anos. Caixa de Pássaros é seu primeiro livro, que foi publicado em 2014. Já havia ouvido falar dele, mas nunca tive curiosidade suficiente para ler. Deveria ter feito isso antes.

Na história, acompanhamos Malorie em duas linhas temporais que são intercaladas a cada capítulo. Em uma linha temporal, ela acabou de descobrir que está grávida, o surto de pessoas se matando está no auge, e ela se encontra com um grupo de pessoas que está buscando a sobrevivência. Na outra linha temporal, Malorie já está mais velha e está levando seus dois filhos, Menino e Garota (sim, esses são os nomes dos filhos) para um lugar onde acha que terá refúgio das tais coisas/criaturas/sei lá o que, que as pessoas vêem e em seguida comentem atos de loucura.

[insert_php] include(TEMPLATEPATH . ‘/relacionados.php’); ?> [/insert_php]

O grande diferencial de Caixa de Pássaros é justamente a questão do mistério. O que exatamente as pessoas vêem que as transforma em loucas psicopatas? O que tem o poder de levar todos a perder a sanidade? Você começa a pensar em algumas possibilidades, mas elas vão caindo por terra ao decorrer da leitura.

Por causa do medo, as pessoas começam a não sair de casa, e algumas chegam a morrer de fome por não conseguirem ir além da porta. As janelas estão fechadas, com cortinas, papelão, madeira ou qualquer coisa que desse pra usar, e não há ninguém nas ruas.

Resenha Caixa de Pássaros de Josh Malerman

Para sair de casa, as pessoas usam vendas, e vão tateando as coisas à sua frente. Josh consegue com maestria nos colocar nos lugar dos personagens e fazer sentir na pele o medo das pessoas ao estarem vendadas sem saber o que acontece à sua volta. O medo das tais criaturas é grande tanto por parte de Malorie e seus amigos quanto de quem está lendo, e você devora a história querendo saber o que são essas criaturas/demônios/seres.

Josh brinca com o medo do desconhecido, e deixa a critério do leitor imaginar o pior que sua mente pode criar. O livro é narrado na terceira pessoa, e isso é interessante porque permite explorar os sentimentos de cada um dos personagens da trama. Quando o filme é narrado em primeira pessoa, vemos a história apenas do ponto de vista daquela pessoa. Mas Caixa de Pássaros é um suspense que mexe com os nossos medos, e o medo de uma pessoa é diferente do de outra. Sendo assim, a escolha foi perfeita.

Mesmo tendo um núcleo com muitos personagens que estão na mesma casa durante a história, Josh trabalha a personalidade de cada um individualmente. Alguns tem mais destaque do que outros, Malorie principalmente. Mas todos tem seu momento no livro, e essa diferença é importante para construção de uma história mais próxima da realidade.

A única coisa que me decepcionou foi o final do livro. Eu esperava que descobriria em detalhes, e o livro meio que termina deixando umas pontas soltas. Não há continuação, o final aberto foi feito com esse objetivo mesmo, mas eu estava muito curioso, e fiquei um pouco decepcionado. Mas Josh Malerman segurou minha atenção até o último instante.

Recomendo o livro para quem é fã de suspense/thriller, e que não liga de um final aberto. Só não fiquem curiosos demais. A curiosidade matou o gato.

https://www.deveserisso.com.br/blog/wp-content/uploads/2017/01/caixa-de-pássaros-josh-1.jpghttps://www.deveserisso.com.br/blog/wp-content/uploads/2017/01/caixa-de-pássaros-josh-1-150x150.jpgMike AlvesLivros e Quadrinhos
Sabe aquele livro que você começa a ler e ele te pega de jeito, te prende, te faz devora-lo e você não fica em paz enquanto não terminar e descobrir o destino dos personagens e da história? Caixa de Pássaros de Josh Malerman é esse livro, e eu me...